Covid-19: Saúde ensina a população como manusear e higienizar as máscaras

Compartilhe!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook

“A utilização de máscaras em conjunto com as medidas de prevenção comunitária como por exemplo, o distanciamento social, – podem auxiliar nas medidas de proteção para a população em geral. Tanto as máscaras descartáveis quanto as de pano podem servir como uma barreira física parcial contra a transmissão do vírus”, afirma o médico Infectologista da Prefeitura de Colombo, Dr. Luiz Otávio Ribeiro da Fonseca Neto.

O profissional da Secretaria de Saúde também orienta como devem ser confeccionadas e quais são os cuidados que devem ser tomados com as máscaras de pano. “O uso pode ajudar a minimizar a disseminação de gotículas expelidas pelo nariz ou boca do usuário no ambiente”, ressalta o médico.

 

Máscaras descartáveis:

As máscaras descartáveis não devem ser higienizadas. “Devem ser utilizadas apenas pelos profissionais de saúde durante atendimento de um caso suspeito, e desprezadas em seguida”, esclarece o Dr. Fonseca Neto.

Máscaras de pano:

Já as máscaras de pano, os cuidados vão desde a sua produção até a sua higienização. O uso pode ser considerado válido desde que elas sejam usadas de forma correta, ou seja, o usuário deve cobrir totalmente o nariz e a boca.

“Vale ressaltar que mesmo com máscara é recomendado que as pessoas continuem em distanciamento social de, no mínimo, um metro e que a higienização das mãos seja feita regularmente com álcool 70% ou água e sabonete líquido” recomenda o infectologista.

As máscaras devem ser confeccionadas com uma dupla camada de tecido, uma interna e outra externa, preferencialmente, de maior gramatura, com aspecto mais grosso, ou seja, com uma trama de fios mais fechada. Tecidos com trama de fios aberto não devem ser utilizados, pois não fazem uma contenção adequada.

Conforme as recomendações da Secretaria de Saúde do Estado as dimensões mínimas devem ser: 17,5 cm de largura e 9 cm de altura com tiras fixadas nas margens horizontais ou verticais da máscara, tendo comprimento mínimo de 80cm.

Dobre o Manuseio

“Orientamos para que ao retirar pegue pelas hastes e o seu uso deve ser individual sem serem compartilhadas com ninguém. Para os infectados ou suspeitos os cuidados são os mesmos”, afirma o Dr. Fonseca Neto.

Outra sugestão é para o transporte público. “As máscaras tendem a ficar mais úmidas quando usadas por tempo superior a duas horas quando sair é necessário levar uma extra e um pacote de plástico para armazená-las”.

Higienização:

As máscaras de tecido devem ser lavadas após o uso para não acumular sujeira. A lavagem deve ser feita com água e sabão, em sequência ela deve ser mantida de molho em solução de água sanitária por cerca de dez minutos. Logo após é correto enxaguar abundantemente com água corrente e deixar secar por completo.

O uso da água quente ou mesmo secagem por jato de ar quente não são recomendados, pois pode prejudicar o tecido. O calor altera a sua estrutura deixando a malha mais aberta, reduzindo a proteção. “O uso de máscaras não substitui em hipótese alguma as demais medidas de prevenção já adotadas e recomendadas”, alerta o infectologista.

Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
INSTAGRAM: @colombopmc

Fonte: http://portal.colombo.pr.gov.br/covid-19-saude-ensina-a-populacao-como-manusear-e-higienizar-as-mascaras/

Confira Mais Postagens

Covid-19: Saúde ensina a população como manusear e higienizar as máscaras

“A utilização de máscaras em conjunto com as medidas de prevenção comunitária como por exemplo, …

Leia Mais →

Covid-19: como o vírus saltou de morcegos para humanos

Mudanças climáticas, intervenção humana em áreas preservadas, caça e tráfico de animais silvestres e má …

Leia Mais →

Pílula Farmacêutica #37: PrEP – um comprimido por dia impede a ação do HIV antes do contato com o vírus

Nesta edição do Pílula Farmacêutica, a acadêmica Kimberly Fuzel, orientanda da professora Regina Andrade da …

Leia Mais →

Bactéria causadora da gonorreia está mais resistente a medicamentos

A Neisseria gonorrhoeae é uma bactéria conhecida por causar a uretrite, infecção na uretra que …

Leia Mais →
× Agendar Consulta